Lyrics.com »

Search results for 'assustado'

Yee yee! We've found 22 lyrics, 0 artists, and 0 albums matching assustado.

Year:

Lyrics:

Nesse quarto escuro
Existe um menino assustado
Ele é sozinho
E teme que o mundo encontre o seu cantinho

Me entrega ele pra cuidar
Eu sei
Triste, sentado aqui nesse jardim
Olho assustado em volta de mim
Só borboletas, borboletas

São borboletas que beijam as flores
Formando nuvens
Fica assustado e cai no desespero
Vai receber um cachimbo legal

A raça não brinca em serviço
E ainda gosta disso para rubricar
Beltrano, quando
assustado e cai no desespero
Vai receber um cachimbo legal

A raça não brinca em serviço
E ainda gosta disso para rubricar
Beltrano, quando a Eva
boto tonto
Desliza sua mão no meu cabelo
Aperta minha nuca

Eu adoro esse sorriso bobo
E a sua cara de assustado
Enrosca o meu pescoço
E não
lauê laiá
Uê laiá lauê uêraiá

Hoje perdido na cidade grande
Sem direito e sem razão
Oprimido e assustado
Respirando sufocado
Vivendo por condição

Hoje
lauê laiá
Uê laiá lauê uêraiá

Hoje perdido na cidade grande
Sem direito e sem razão
Oprimido e assustado
Respirando sufocado
Vivendo por condição

Hoje
casa o coração

Foi você quem falou 
Que não tinha a intenção de se apaixonar
Me deixando assustado 
Dizendo que eu tinha que modernizar
Quando
bando de invejosas
Disposta
Que cara feia para mim é fome
Eu não sou filha de pai assustado
Não gostou bota venda no teu homem
Não se garante é só
entregue e acabe na cama

É porque quando alguém quebra a cara no amor
Fica tão assustado com a dor
Feito animal ferido com medo

Por isso tente me
escudo é minha hóstia 

Oh sentia proteção infantil
Mas permanecia assustado
Acuado em situação-hiena
Não sou carne barata
Varejo imaginando pedaço
acabe na cama

(É porque quando) alguém quebra a cara no amor
Fica tão assustado com a dor
Feito animal ferido com medo

Por isso tente me entender
chamam de casado
E isso normalmente teria me assustado
Mas a cada dia que passa eu adoro mais você
Ie ie ie ie ieh

Coloca os pés pra cima no banhal
Assustado com tantos peixes \n Simão prostrou-se aos pés de Jesus \n Dizendo: Senhor, não mereço a Tua presença \n Sou pecador, ausenta-Te de mim \n \n Mas
que houve ali \n Já tem crente na bênção recebendo graça \n A glória que é gloria só sabe subir \n \n Os gentios assustados e também todos os judeus \n
viver
Quando vi o salário que o pobre operário sustenta a família
Fiquei assustado, Iaiá, minha filha
Montei num cavalo e voltei pra você, ô Iaiá
O seu rosto estava pálido
Suas mãos tremiam
Seu olhar de lobo assustado
Algo me dizia

Aquela madrugada fria
Ouvi gemidos de dor
Entre tantos aflitos
podia nem sentar

Quando vi aquilo fiquei assustado
Maria chorando começou a me explicar
Dai então eu fiquei aliviado
E dei graças a Deus porque ela
Pena, que pena, garoto problema 
Pena, que pena, garoto problema

Agora volta pra casa assustado 
Ouve o sermão do pai, calado 
Mas por dentro nem
pediram um vaneirão 
Mas eu confesso que fiquei atrapalhado
Mas não sou muito assustado, defendi a situação
Peguei vaneira, o baião e o forró
Misturei
mostrou o mundo novo sem me deixar assustado
Recitava as poesias lá do Manoel de Barros
E agora no final eu já sei quem você é
É a dona do meu nome, do
um trocado
Pra comprar um alcool pra mim
E você 'tá assustado
Porque eu sou tatuado, mal encarado e magrin

Nunca fui de aturar sermão
Nem de

Discuss these assustado Lyrics with the community:


We need you!

Help build the largest human-edited lyrics collection on the web!

Search for song lyrics by

Genres

Styles