Search results for choro da saudade by do rian

We've found 22 lyrics, 2 artists, and 18 albums matching choro da saudade by do rian:


Albums:

Beatles 'N' Choro, Vol. 3 (Aline Barros) · Beatles 'N' Choro, Vol. 4 (Hutchinson, Hutch) · 5 Compasso Samba & Choro (Hutchinson, Hutch) · Marés de Saudade (Rodrigo) · Chega de Saudade: History of the Bossa Nova (Hutchinson, Hutch) · Bateu Saudade (Fagner) · No Tom da Saudade Um Tributo a Jobim (Hutchinson, Hutch) · Chega de Saudade (Toquinho) · Saudade (Luar na Lubre) · O Melhor De Mafalda Arnauth: Talvez Se Chame Saudade (Mafalda Arnauth) – and 8 other albums »


As coisas vulgares que há na vida não deixam saudade
Só as lembranças que doem ou fazem sorrir
Há gente que fica na história da história da gente
E
As coisas vulgares que há na vida não deixam saudade
Só as lembranças que doem ou fazem sorrir
Há gente que fica na história da história da gente
E
Não  pra esquecer teus olhos,
Nem todos os beijos
Que você me !
Não  pra esquecer o cheiro,
E o ouro do cabelo a me iluminar.

A vida
parece estar feliz
Pisando sobre mim
Desesperadamente
Eu choro por você
Meu coração carece do seu amor, do seu amor

Então vem (então vem)
Maltrata
parece estar feliz
Pisando sobre mim
Desesperadamente
Eu choro por você

Meu coração carece do seu amor (do seu amor)
Então vem (então vem)
Maltrata
parece estar feliz
Pisando sobre mim
Desesperadamente
Eu choro por você
Meu coração carece do seu amor (do seu amor)
Então vem (então vem)
Maltrata
chora 
De quem chora tenho  
Quando o choro de quem chora 
Não é choro, é chororô 

Tenho pena de quem chora 
De quem chora tenho  
Quando o
ilusão

Quanto mais eu meto
Whisky na minha mente
Mais ela me faz lembrar da gente
Aí eu choro de saudade

Quanto mais o meu coração
Fica
Eu tô com saudade
Da nossa amizade
Do tempo em que a gente
Amava se ver
Eu não sou palavra
Eu não sou poema
Sou humana pequena
A se arrepender
O que mais me dói em noites sem luar
Sou eu aqui sozinho louco a te lembrar
Olhando da janela a solidão da rua
Bate o desespero, vem saudade sua
chora

Lá no bairro aonde eu moro
Só existe uma nascente
É a nascente dos meus olhos
Que formou água corrente
Pertinho da minha casa
Já virou uma
Às vezes sou fada
Às vezes faísca
'To ligada na tomada
Numa noite mal dormida

Eu 'to com saudade
Da nossa amizade
Do tempo em que a gente
Amava se
Que eu não consigo dormir um segundo

As lágrimas roubam meu sono
No triste abandono do amor primeiro
Eu choro triste amargurado
Porque ao meu lado
lembranças, choro feito uma criança
Estou morrendo de paixão
Chega a noite, eu perco o sono 
Fico louco e telefono 
Não controlo a emoção
Você lá do outro
Diferentes em tudo da esperança
Do mal ficam as mágoas na lembrança
E do bem, e do bem se algum houve, as saudades

Mas se todo o mundo é composto de
Diferentes em tudo da esperança
Do mal ficam as mágoas na lembrança
E do bem, e do bem se algum houve, as saudades

Mas se todo o mundo é composto de
diário arrancada

Sonho, choro e sinto
Que resta alguma esperança
Saudade (saudade), quero arrancar essa página
Da minha vida

Tu siempre viviste en mis
isso agradeço a saudade em meu peito
Que vem acalentando o meu sonho desfeito
Jardim do passado fohas mortas pelo chão 
Herda nas
Funk lá no morro da mangueira
Essa menina tá dizendo sim eu sei
Noite bamba tudo a beca
Baião na rampa do Cruzeiro

Essa menina tá dizendo don't
procurar, eu vou procurar
Você não bota mó fé..., mas eu vou atrás....
(eu vou procurar e sei que vou encontrar)

Choro e correria no saguão do hospital
um pai inútil, digno de 
Mais um bêbado, filho da puta e só
Sempre a mesma merda, todo dia igual
Sem feliz aniversário, Páscoa ou Natal
Longe dos
um pai inútil, digno de 
Mais um bêbado, filho da puta e só
Sempre a mesma merda, todo dia igual
Sem feliz aniversário, páscoa ou natal
Longe dos