close

 
charliebrownjr



Pode acreditar
Taí agora é meu
È botar gás e rodar,rodar
E com os mano apavorar
Nós somos a minoria
Mas nós vamos adiante
O que a vida me ensinou
Eu me tornei um gigante
Memória de elefante
Eu sou assim,
Eu sou folgado,
Eu dou um olho,
Eu pulo hidrante
E se tiver que ser
Vai ser o que vier
Carro, droga, treta, mulher
Nós tamo aí nóis é ralé, mas nós não somo zé mané
Nós tamo aí nóis é ralé, mas nós não somo zé mané
Quem for sangue bom demorou de se envolver
Saúde tem demais tem pra dar e vender
O rap me diverte, faz eu viajar o mundo
Deus há de fazer aqui no Brooklin um escudo
Com o tempo, eu fico onde estou, quem vacilou, o esqueleto
arrastou
Os homens de preto acionam o dedo,
Click pleu
Brooklin,Canão onde eu nasci tá cruel
Pra frente aqui vou eu e quem não se envolveu
O meu é partidário vacilou quem prometeu
O ambiente na quebrada é quente meu
Entardeceu vacilou na festa é problema seu
O crime não é crime eu faço parte mas eu sei
É de lei se respeito é que eu também sei temos que nos
preservar
Manter a fé em Deus não pare.
Pode crer Charlie Brown, RZO essa é a família
Sabotage Broklin
Sul faz a rima.
Pode acreditar

Ra-tá-tá é bicho solto
Fica ligeiro já faz parte do jogo
Todo cuidado é pouco
Ra-tá-tá é bicho solto
(pode acredi-acred-acredi-ta)

Sandrão aqui convoca os loucos
Entende os outros conhece o jogo
Confiscou aqui só ganha quem supera a morte
Ocorre quem se envolve é quem é forte atitude traz a sorte só dá
mole aqui os lock
Quem se envolve não corre das exigências que ocorrem na
periferia os piores dias da América Latina
Como que sirva numa desinbaratina rap protetores da periferia,

Liga fica de esquina quem vê os descrimina vida bandida quantos
manos, quantas minas
Vendo aquele lá de cima aí ladrão essa é a única alternativa
Só os que servem hip-hop apoia a greve
Boa peste da nossa inteligência não troca gato por lebre
Microfone,click,cleck,clack, cheque mate, cheque mate!

Ra-tá-tá é bicho solto
Fica ligeiro já faz parte do jogo
Todo cuidado é pouco
Ra-tá-tá é bicho solto
(pode acredi-acred-acredi-ta)

Mas pode crer Chorão
Pirituba é quase igual
Punk, funk, pagodeiro, RZO e Charlie Brown
Som bem legal Racionais melhor ainda se falar da paz
Deus ilumine o grafit
Favela da mandioca tem apetite
Dedo pico nosso menino na humilde que que tem?
Pula estação vai de trem vem com nóis
Firme como nossa voz Sandrão, canta
Também cola na banca quem não é se espanta
Descrimina a pampa santa ignorância
Tem que ser igual HC e a banca não manca aumenta a confiança
Esperança é o que não morre não desande faz e corre no skate
Faz até enfeite o Alemão todo dia lá no parque maior viaje
Eu dou valor a arte

É ele o toda mão láno parque, no parque tem ganso em toda parte
Mano Sabotagem falou que colar aqui mais tarde
Pode crer você sabe é aquilo
Nosso rap é compromisso e eu prefiro sem vacilo na responsa (responsa)
No limite eu me sinto pois assim ninguém me afronta (responsa)
Ele me falou e é verdade

É negrutil eu sei de tudo cu de burro pode tudo num segundo mas,
eu juro vou rimar

E vou mostrar que tá no ar música pra respeitar
O Champignom tá envolvido e todo mundo da baixada
Só a rapa fumaça então que faça
Vamo liberar quem entende e compreende
Moral sempre a frente, firmeza total, não é maioral, Deus é
maioral
Aí quem é humilde curte Charlie Brown e RZO.

Ra-tá-tá é bicho solto
Fica ligeiro já faz parte do jogo
Todo cuidado é pouco
Ra-tá-tá é bicho solto
(pode acredi-acred-acredi-ta)

Ra-tá-tá é bicho solto
Fica ligeiro já faz parte do jogo
Todo cuidado é pouco
Ra-tá-tá é bicho solto
(pode acredi-acred-acredi-ta)

Coração de vagabundo bate na sola do pé skate na veia pau no cú
dos mané.
---
Lyrics powered by LyricFind
written by JUNIOR, LUIZ CARLOS LEAO DUART/ABRAO, ALEXANDRE MAGNO
Lyrics © EMI Music Publishing